domingo, 27 de janeiro de 2013

Que a dor é menor do que parece


Eu não conseguia dormir... Eu não tinha sono... Eu não conseguia parar de pensar em você.
De tanto não dormir me desacostumei, não lembrava mais como era dormir de forma branda. Eu não dormia mais, as vezes, só as vezes, eu apagava.
Quando se dorme angustiado o sono é uma tortura, os sonhos não passam de algozes sádicos e o despertar é só a certeza de que nada mudou.
Tem que partir de você, é o que sempre me dizem, mas nunca lembram de que somos completamente dependentes de infinitas coisas, de infinitas pessoas. É muito fácil falar, eu sei que é, eu sempre falo também.
Vem, vem dar conta no meu lugar, sinta as minhas dores, enfrente os meus monstros, supere os meus traumas e vença os meus monstros, vem, faz isso, depois me conta se eu estou assim tão mal, se sou assim tão fraco.
As vezes não da pra saber se a vida é mesmo assim ou se realmente tem alguém te sacaneando. Todo mundo tem problemas. Foda-se! Eu falo dos meus, aqueles que me atormentam desde o dia em que fui abruptamente jogado nesse mundo. Problemas grandes e pequenos, mas sempre problemas, sempre falta de paz, sempre preocupações.
Ficar alegre é a tortura maior, pois é efêmero, é pouco e te faz lembrar a dor com certa distância, até que volte com mais força, como estava alegre, você não estava mais preparado para ela. É isso que a alegria te faz, ela te desarma, te distrai, te tira o foco, para que quando o sofrimento vir ele te pegue em cheio e te derrube em sobressalto.
Só resta a falsa estabilidade da inércia que chamo de sobreviver!
Que porra, eu odeio essa parte!!

segunda-feira, 28 de março de 2011

"A falta que a falta faz."

A pouco li em um blog, algo sobre se sentir faltando. Isso me fez lembrar de que vez ou outra me sinto assim, faltando. O triste é que as vezes, só as vezes, sei o que falta, e dói muito sentir falta do que não se conhece, procurar o que você não sabe nem o nome. As vezes sinto vergonha destes sentimentos, me sinto inventando tristezas, mas é tão mais forte que eu, preciso de muito, muito tudo, muito amor, muita amizade, muita paz, muito sexo, se os meus marcadores não permearem o muito, me sinto completamente em falta com meus sentimentos. Sonho com o dia em que nada mais vai faltar e então eu só sobrarei, nasci pra derramar, pra encher, pra ferver.

sábado, 6 de junho de 2009


Porque Deus insiste em ganhar a fama?


Porque todos os créditos são para ele?


Ninguém entende essa divindade, ninguém sabe de fato o que é!


E ainda assim, tudo é por ele, para ele e se ele quiser?


Não se conquista nada, Deus dá.


Não existem vitórias, existem concessões de Deus.


Não adiantam esforços, será só, se Deus quiser.


Não consigo entender mesmo.


Eu OdEiO eSsA pArTe.

Sentindo


terça-feira, 2 de junho de 2009

Nebulização


Estou definitivamente precisando parar.
Mas eu gosto tanto! :(
Porq eu tinha que gostar tanto?
Gostar do que me faz mal já é minha rotina masoquista.
Me faz mal. Mas não, só.
Tenho tantas lembranças boas ao fazer.
Me sinto tão bem ao fazer.
Acho lindo que façam.
Amo tanto fazer acompanhado.
Estes suspiros suaves e saborosos, são meu passaporte, por apenas 4,25, me levam para dimensões mais tranquilas, suaves, cordiais, confortantes e calmantes.
A rotina chata do respirar, faz bem mais sentido quando faço.
E ainda sim, tenho que me convencer de que preciso parar!
Eu OdEiO eSsA pArTe.